Janeiro de 2022

Caça ao Voto

Em Setembro de 2021, as eleições autárquicas em Alvalade foram marcadas pela ascensão dos partidos e movimentos de extrema-direita. Recorrendo a discursos populistas exploraram os habituais temas da corrupção, insegurança a que acrescentarem o das "ciclovias" (símbolo para a Direita do despesismo do anterior executivo camarário). O PRD foi um deles, tendo obtido 13 votos na freguesia. Face a tão magro resultado entre as forças de extrema-direita, dois dias depois das eleições mudou de nome para ADN. Em Alvalade contudo, não retirou dois dos cartazes da campanha autárquica, um na Praça de Alvalade (na foto) e outro em Entrecampos. Não tardou muito a reutilizá-los. Nestas eleições legislativas antecipadas, aproveitou os suportes e fixou novos cartazes: propõe-se agora lutar contra a "vacinação obrigatória", encarada como um guerra contra população, um ataque à Constituição e à Liberdade. No fundo, entre os dois cartazes, o medo continua a ser o sentimento mais explorado.

Cartaz da ADN. Foto: 18/01/2022

Tudo Parado

A requalificação da Vila Afifense estava para arrancar em meados de 2021, as eleições autárquicas meteram-se pelo meio e atrasaram o processo. A vitória da coligação de direita (PSD/CDS) acabou por ditar a suspensão do início das obras, não são agora consideradas prioritárias. Outras obras na freguesia que estavam agendadas entraram também no limbo, como a requalificação da Av. Almirante Gago Coutinho ou a ligação do Campo Grande às Calvanas. Está a ser quebrada a dinâmica que fora adquirida na requalificação dos espaços públicos na freguesia. Uma dinâmica que trouxe mais qualidade de vida aos seus habitantes e tornou a freguesia mais atrativa. Entre 2011 e 2021 Alvalade saiu da longa decadência em que estava mergulhada desde os anos setenta. Em 1971, recorde-se, tinha 54.315 habitantes, desceu para 50.459 habittantes em 1981, para em 2011 se fixar nos 31.110. Uma brutal diminuição de 23.205 habitantes, acompanhada do encerramento de importantes equipamentos públicos e privados, da degradação dos espaços públicos e do aumento da criminalidade. Fruto da dinâmica que foi criada, o número de habitantes subiu para os 33.236 em 2021, um aumento 4,5%. Foto: 17/01/2022

A saída do Chefe José Bernardo

José Bernado (o primeiro à esquerda) foi eleito para o Núcleo Executivo para Comissão Social da Freguesia de Alvalade a 12/09/2017, numa altura que José Borges do PS (último à direita) era presidente da Junta. Foto: 12/09/2017

Nos últimos dias nas redes sociais correu a noticia que o Chefe José Bernando há 20 anos na 18º. Esquadra havia sido afastado. Em conversas de café tem-se apontado dois motivos para este "inesperado" afastamento: a sua participação em iniciativas promovidas pelo anterior executivo da Junta de Freguesia (PS) e uma propalada redução dos efectivos na esquadra. Fomos ouvir (17/01/2021) sobre o assunto o subcomissário José Cunha, que desde Agosto de 2020 é comandante da Esquadra do Campo Grande. Também se manifestou surpreendido com o alarmismo que a substituição provocara. "Parece que estamos numa aldeia, quando um velho pároco é substituido por outro". Apontou para a hipótese dos comentários terem sido escritos por pessoas residentes na "Arábia Saudita", está convencido que ninguém as conhece em território nacional. Quando à redução de efectivos, como é seu hábito nada precisou, evocando a necessidade de "reserva" na informação.

Obras de Beneficiação do Centro de Artes Plásticas dos Coruchéus

Nem tudo parou em Alvalade depois das eleições de 26/09/2021. Prosseguem a bom ritmo as obras de beneficiação do Centro Municipal de Artes Plásticas do Coruchéus que há muito as carecia. Inaugurado com pompa e circunstância a 2 de Agosto de 1971, entre os seus primeiros ocupantes contaram-se artistas como, Arlindo Vicente, Maria Benamor, Mário Silva, Maria Manuela Madureira, Artur José, Laranjeira Santos e Dorita Castel-Branco. No Palacete dos Coruchéus, em 1972, abriu uma biblioteca municipal sobre arte, mas que não tardou a ser encerrada. No final dos anos 70 os objectivos iniciais do projecto já estavam prevertidos, muitos dos seus ateliês estavam transformados em residências particulares, arrecadações ou serviam de locais de encontro de amigos. As várias medidas tomadas para acabar com estes desvarios tiveram sempre magros resultados. No princípio do século XXI, como o Jornal da Praceta várias vezes relatou, a situação era caótica. A decadência do Centro atraiu bandos de marginais que rapidamente tomaram conta do local. As "limpezas" e intervenções efectuadas no Centro, Palacete e no espaço envolvente, em 2013 e 2019, provocaram mudanças bastante positivas, mas fugazes. Moradores no local tem-nos feito chegar sinais preocupantes... Foto: 18/01/2022

Galeria Quadrum

Estava para ser um restaurante de apoio ao Centro de Artes Plásticas. Fruto da iniciativa de Dulce d´Agro (1915-2011) virou uma galeria de arte. A Quadrum foi inaugurada a 22 de Novembro de 1973, destacando-se pelo apoio que prestou a artistas portugueses alinhados com as tendências mais radicais da arte internacional. Fechou as portas em 1995 e reabriu em 2010 integrada no conjunto das galerias municipais. Foto: 18/01/2022

Ernesto de Sousa, um Inconformista

"Ernesto de Sousa, Exercícios de Comunicação Poética com Outros Operadores Estéticos", assim se chama a exposição patente na galeria Quadrum até 27 de Fevereiro de 2022. Trata-se de uma marecida homenagem a um criador multifacetado e inconfomistas do seu tempo. É dificil definir a obra Ernesto de Sousa (1921-1988) dada a sua postura de romper com todas as categorias estéticas e as divisões entre as artes, os artistas e o público, e a arte e a vida. No limite prosseguia o objectivo de desmaterializar a arte, transformando-a numa vivência e intervenção revolucionária no quotidano. Foi várias vezes preso pela PIDE, nomeadamente em 1963, quando lhe foi atribuido o Prémio do Festival de Cannes pelo seu filme "Dom Roberto" (1962). A primeira exposição individual que realizou em Portugal - A Tradição como Aventura (1978) foi justamente na galeria Quadrum. Foto: 18/01/2022

Sugestões

Não é mais que isto: sugestões para escolhas rápidas e de confiança em Alvalade

A montra e o interior da loja destacam-se pela enorme variedade de produtos e a profusão das suas cores. Assim é o estabelecimento que o senhor Krishna possui há 43 anos na Travessa Henrique Cardoso. Durante alguns anos ainda alimentou o projecto de criar um supermercado, mas a falta de capital levaram-no reduzir as suas ambições. No seu pequeno grande estabelecimento vende quase tudo, menos produtos alimentares. Do reclamo restam os ferros de suporte. A subida do preço da licença do reclamo pela CML, durante algum tempo não se fez sentir a troco de produtos com que se aviavam dois fiscais camarários, até que resolveu retirar o reclamo acabando com as forçadas ofertas. Garante-nos que os preços que pratica são iguais ou inferiores aos das grandes superficies. Os exemplos que nos mostrou foram elucidativos que falava verdade.

Aproveite !

O tempo está de feição. O Parque José Gomes Ferreira é sempre uma boa opção para caminhadas, contacto com a natureza ou exercícios físicos mais intensos no circuito de manutenção, apesar de vários dos seus equipamentos já terem sido vandalizados. Foto: 12/01/2022

Biblioteca Nacional de Portugal

Exposição sobre a vida e obra de Mário Domingues (1899-1977)

Durante décadas abraçou uma luta sem tréguas contra o colonialismo, o racismo e a emancipação humana em Portugal, produzindo uma obra notável que não pode continuar no esquecimento a que foi votada. Mais

Perguntas em Público, Respostas em Privado

Na sessão da Assembleia de Freguesia do dia 6 de Janeiro foi tacitamente aprovado por unanimidade, uma inédita alteração ao funcionamento das assembleias de freguesia em Alvalade: os vogais fazem as perguntas em público a José Manuel Amaral Lopes, e este responde por escrito e em privado. O actual presidente da Junta continua a recusar-se a responder em público ou em privado as questões que lhe são colocadas, sobretudo pelos vogais da oposição. Considera actos de voyeurismo a assistência ou visualização pelos fregueses das assembleias de freguesia ou das reuniões públicas do executivo. Tudo deve decorrer em privado, longe dos olhares dos cidadãos. O que não deixa de ser estranho é que os representantes da população tenham aceite semelhante atropelo à Constituição e à Democracia. Para minorar aberrante situação, o Jornal da Praceta coloca à disposição dos vogais as páginas do jornal para divulgarem as respostas quando as mesmas lhes forem dadas. José Amaral Lopes recusou-se a fixar prazos. Mais

Tribunal Confirma Notícia do Jornal da Praceta

Fomos os primeiros a dar a noticia que o novo Executivo da Junta de Freguesia de Alvalade tinha sido eleito de forma irregular, outros jornais nos seguiram. Foram muitos os que colocaram em causa o que escrevemos. O caso acabou por ser apresentado ao Ministério Público junto do Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa, que confirmou a irregularidades que apontamos. Como também escrevemos, quando o caso foi exposto já nada havia a fazer, os prazos já tinha sido ultrapassados, de todo o modo o Executivo foi eleito de forma totalmente irregular e apenas por prescrição persiste. Despacho de 05/01/2022

Suspensa a Carreira 46B de Alvalade

A CML justificou a suspensão da Carreira 46B que servia a freguesia de Alvalade por dois motivos:  o prolongamento do teletrabalho e o incremento dos casos positivos de Covi-19 entre os trabalhadores da Carris. As restantes carreiras de bairro que não foram suspensas em Lisboa,  mantiveram os horários das férias escolares. Entretanto as carreiras forma repostas, incluindo a que serve a freguesia de Alvalade (17/01/2021), cujo itinerário carece de uma profunda alteração.Foto: 07/01/2022

Jardim dos Moradores

Que faziam em amena cavaqueira, às 12h25 do dia 9/01/2022, Leonardo Rodrigues (BE) e dois vogais do actual executivo (Paulo Doce Moura e Tomás Gonçalves) acompanhados por um dos seus assessores (António Barrocas, na imagem ao centro) ? Face ao local da conversa não era dificil descobrir o motivo: o jardim dos Moradores, na Rua Eugénio de Castro Rodrigues, cujas obras de requalificação foram lançadas pelo anterior executivo e que entretanto ficaram paradas. A sua conclusão prevista era para Novembro de 2021. O assunto já foi abordado na Assembleia de Freguesia, sem que nenhuma razão tivesse sido apontada. Politiquices ou problemas com o empreiteiro ? Mais

Tutti a Tavola

Tutti a Tavola, assim se chamada o novo restaurante no Jardim do Campo Grande, no mesmo espaço onde funcionou o Café-Concerto. Reflectindo a presente situação de rápidos contágios, alguns dos seus trabalhadores contrairam Covid -19 o que adiou a sua abertura, o que se espera venha a ocorrer nos próximos dias. É o quatro espaço de restauração nesta zona que possui o empresário que ganhou a concessão em Agosto de 2021. O primeiro foi um pequeno café que abriu em 1978 no número 386 , seguiu-se outro mais amplo no número 382 e a que sumou a exploração da cafetaria na Universidade Lusófona. Exemplos que revelam dinamismo e saber servir. Foto: 11/01/2022

As Famosas Palmeiras do Jardim Campo Grande

Durante mais de cem anos as palmeiras do Jardim dos Campo Grande constituiam uma das suas imagens mais impressivas. Assistimos e publicamos, com profunda tristeza, o rápido desaparecimento da maioria das palmeiras. Veja aqui as magens que publicamos em 2015 e 2017. Foto: Janeiro de 2015

Boas Entradas...

Após as festividades do Natal e da passagem de ano é habitual as ruas encherem-se de papéis, garrafas e outros objectos associados a estas festividades. Este ano não foi excepção. A novidade neste ano está na dimensão que foi atingida. Por toda a freguesia de Alvalade estão formadas lixeiras como há muito não se viam. Um vidrão na Av. da Igreja virou depósito de lixo. Falta de civismo ou deficiente serviço de limpeza? Foto: 05/01/2022

"Sol de Inverno"

A canção interpretada por Simone de Oliveira no Festival da Eurovisão em 1965, com este nome, associava o inverno à ausencia de calor. A verdade é que alguns dias de Inverno mais parecem de Primavera. Outros, quando o Sol brilha num céu azul,  quase parecem de Verão. Nem todos os dias são de sol, de frio ou de chuva, mas em todos eles podemos aproveitar para sair de casa e usufruir dos muitos espaços verdes existentes na freguesia de Alvalade. Uma riqueza cuja manutenção começou a ser posta em causa na Assembleia de Freguesia. Foto: 07/01/2022

Pedalar Sem Idade

Como proporcionar às pessoas idosas momentos de convívio fora de casa? Esta foi uma das razões que estiveram na base do movimento Internacional Cycling Without Age que proporciona passeios grátis para idosos com mobilidade reduzida. Em Alvalade, o movimento conta desde o princípio de 2020 com o entusiástico apoio de voluntários e de instituições como a Paróquia do Campo Grande, Paróquia de S. J. Brito, Associação Salvador e a Junta de Freguesia. Foto: 11/01/2022

60 anos de Existência

No dia 3 de Dezembro de 1961 foi inaugurada o edificio da Reitoria que inclui a Aula Magna da Universidade de Lisboa, fechando a Alameda da Universidade com os edificios da Faculdade de Direito (inaugurado a 15/10/1957) e o de Letras (inaugurado a 14/10/1958). O projecto inicial foi desenvolvido por Porfírio Pardal Monteiro (1897-1957) na década de 40 e terminado com várias alterações pelo seu sobrinho António Pardal Monteiro (1928-2012). A decoração exterior da reitoria com gravações incisas é da autoria de Almada Negreiros: uma alegoria a Lisboa, uma representação dos hemisférios terrestres e maritimos e dos 12 signos do zodiaco. Almada decorou igualmente a entrada da Aula Magna (a poente), com representações de Apolo (Razão) e de Atena (Saber) rodeados de estudantes.

Foto: 12/12/2021. Aula Magna antes do concerto Nona de Bruckner pela Orquestra Sinfónica Metropolitana dirigida pelo maestro Emilio Pomàrico.

No interior da Aula Magna, com uma lotação de 1584 lugares, não faltam motivos de interesse. A arquitectura de interiores é da autoria de Daciano da Costa. Na porta (ao fundo na imagem) trabalharam alunos da Escola de Artes Decorativas António Arroio, sob a orientação do mestre Lino António. O vestibulo da entrada possui um painel cerâmico de Querubim Lapa subordinado ao tema "Glorificação do Trabalho Intelectual".

40 Anos de Existência

No mês de Dezembro de 1971 foi dado por concluido o Viaduto do Campo Grande, cujas obras foram iniciadas a 28 de Janeiro no mesmo ano. O projecto é da autoria do Gabinete de Estudos de Estruturas Especiais, Lda.(engenheiros Lopes Andrade, Jorge Perloiro e Manuel Saragoça). Para que a ficha técnica fique completa: o empreito chamava-se José Matias e o técnico responsável era o engenheiro Luz do Rosário. Neste ano, recorde-se, era inaugurado também no mês de Dezembro, o viaduto no cruzamento entre a Av. dos EUA e a Av. de Roma.

3 Anos de Existência ?

Foto: 15/12/2021

"Porque é que o aeroporto precisa sair da Portela ?"

A CDU (PCP/Os Verdes) resolveu retomar na pré-campanha para as legislativas de 2022 a questão que havia colocado em Alvalade nas eleições autárquicas: a saída do aeroporto de Lisboa ( consultar ). Uma questão pertinente e da maior importância para os habitantes da freguesia de Alvalade. O debate que decorreu no Centro Civico Edmundo Pedro no 15/12/2021, serviu sobretudo para relembrar questões que não podem ser ignoradas. O eterno candidato João Ferreira elencou os maleficios e perigos de um aeroporto no centro da cidade. O ex-deputado Bruno Dias disse que depois da ANA ser privatizada pelo governo de Passos Coelho (2012) deixou de falar-se da saída do aeroporto de Lisboa. Uma saída que estava em estudo desde 1969 !. A VINCI, a multinacional que ficou com a ANA tem uma concessão até 2072, e a sua única preocupação, legitima numa lógica capitalista, é explorar ao máximo o aeroporto da Portela, maximizando a concessão e os lucros. Tudo o mais é secundário. Por esta razão, passou falar-se apenas da opção Portela+Montijo, ignorando a questão da saída de Lisboa. A novidade para o debate veio de um convidado que apresentou documentos que comprovavam que os novos estudos incidiam agora sobre a construção não de uma mas de duas pistas no Montijo. O objectivo seria transformar o Montijo no principal aeroporto e a Portela num aeroporto complementar. Uma opção que mitiga o problema mas não o resolve , apenas o adia a contento da multinacional que explora os aeroportos de Portugal. Mais

Cores de Inverno

O Inverno começa este ano no próximo dia 21 de Dezembro (terça-feira) às 15h59. No entanto, as belissimas cores que adquirem muitas plantas nesta estação já podem ser contempladas. Foto: Parque de Saúde de Lisboa, 17/12/2021

Mais Um...

A concentração da propriedade em grandes grupos económicos prossegue a um ritmo acelerado ditando o fim do "comércio tradicional", constituido essencialmente por pequenas lojas que davam vida às artérias da cidade. A próxima abertura de mais um hipermercado na Avenida de Roma irá conduzir ao fecho de mais um quantos estabelecimentos na zona. Muito em breve todos poderemos constatar esta "lei económica" e avaliar as suas consequências no quotidiano. Foto: 16/12/2021

Corrida aos Testes

As medidas contra a pandemia decretadas pelo governo a partir de 1 de Dezembro provocaram uma corrida aos testes gratuitos. Á porta de várias farmácias em Alvalade começaram a formar-se filas de jovens. Se para frequentarem restaurantes bastava apenas apresenterem o certificado digital, no caso dos espaços terem pistas de dança era necessário um teste com resultado negativo feito nas 48 horas anteriores. Desde então a corrida aos testes gratuitos não parou de aumentar, e as filas tornaram-se cada vez maiores. Foto: Farmácia Marbel, Avenida de Roma, 3/12/2021

Insólito em Alvalade ou Talvez Não

É dificil imaginar uma situação mais insólita entre a Avenida dos Estados Unidos e a Avenida Gago Coutinho: um separador de faixas de rodagem e de um parque de estacionamento transformado numa horta onde não falta todo o tipo de legumes.

A situação torna-se menos insólita quando descobrimos no separador não apenas uma viçosa horta, mas também o novo acampamento de um casal de bulgaros que reclama um terreno para construirem a sua própria casa. Foto: 29/11/2021. Mais

Jardim da Azinhaga das Teresinhas

Ao lado do templo BAPS SHARI Swaminarayan Mandir, na Avenida Gago Coutinho, existia um baldio transformado numa lixeira. A comunidade local concorreu em 2019 ao Orçamento Participativo da CML com um projecto para a requalificação deste espaço. Foi um dos projectos vencedores que registou uma das mais expressivas votações. A Junta de Freguesia de Alvalade, por delegação de competência da CML assumiu a incumbência da sua realização. Um a um todos os obstáculos foram sendo ultrapassados e a obra está finalmente concluida (2021). A anterior Junta, recorde-se, também por delegação de competência da CML concluiu dois outros projectos do Orçamento Participativo: o Mercado-Jardim e a Requalificação do Complexo Desportivo de S. João de Brito.

Solução Engenhosa

Onde guardar as bicicletas pode transformar-se num problema dificil de resolver, o que tem levado muitos dos seus potenciais utilizadores a desistiram de as usar. Aqui fica uma engenhosa solução que encontramos na Avenida Dom Rodrigo da Cunha. Foto: 20/11/2021

Intervenção no Espaço Público

A Escola Básica 2+3 Almirante Gago Coutinho até 2015 estava rodeada de lixo, uma situação que durante anos denunciamos.Em 2018 a EMEL interveio e regularizou o caotico estacionamento. A Junta de Freguesia de Alvalade em 2019 requalificou o espaço e criou um Campo de Jogos anexo à escola. Em Janeiro de 2021 criou um parque de skate que tem feito as delicias dos jovens.

Esta pequena intervenção no espaço público alterou por completo a relação de moradores e da comunidade escolar com um local que durante anos foi votado ao abandono por sucessivas câmaras e juntas de freguesia. Foto: 29/11/2021. Mais

FC da UL, ESA e ESO

Três siglas de organizações científicas que estão a descobrir literalmente novos mundos. A primeira corresponde à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa que integra o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA). Este instituto de âmbito nacional participa desde 2000 na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO), a maior organização intergovernamental em astronomia na Europa e o observatório mais produtivo no mundo, no Chile. Mais

História de Alvalade

Esta semana vamos fazer aqui uma breve percurso pela história de Alvalade.

Inundações em Alvalade

Reza a história e as estatísticas confirmam que o mês de Novembro é quando ocorrem maior número de inundações em Lisboa. O Campo Grande virava antigamente num enorme lago e lamaçal, transformando numa triste figura as senhoras que aqui se aventuravam a passear. Os sistemas de drenagem criados depois da inundações de novembro de 1967 em que morrem mais de 500 pessoas na região de Lisboa, dominuiram a ocorrência destes fenómenos. No entanto, o eixo Campo Grande - Lumiar, situado num planalto, depois da frente ribeirinha continua a ser dos mais fustigado na cidade. Um dos motivos para as actuais inundações - muito rápidas na velocidade e propagação - é a crescente impermeabilização dos solos, edificado mal planeado, entupimentos, deficiente cálculo na vazão dos caudais e a construção de túneis (Entrecampos -1973, Av. República -1992 e Campo Grande -1993), um sumatório destas e outras coisas que provocam cheias pontuais, sobretudo no Campo Grande e no cruzamento da Av. Gago Coutinho com a Av. dos EUA. Não raro o túneis tem que ser encerrados.  

Para além das necessárias obras de fundo, como a substituição ou manutenção da rede de colectores, há uma ação preventiva sempre indispensável: a limpeza das sarjetas de modo a impedir o seu entupimento.  Mais

Escola Básica Dom Luís da Cunha

A tendência em reduzir Alvalade à  "Avenida da Igreja" faz com que se ignore muitas outras zonas da Freguesia e até notáveis instituições situadas em zonas menos "centrais". É o caso desta escola  do 1º. ciclo e jardim de infância, fundada em 1981 para receber alunos das  antigas Quintas dos Barros,  Fonsecas e Calçada, assim como de dois bairros de cooperativas de habitação (Coop. 25 de Abril e Coop. Unidade do Povo). Está integrada no Agrupamento de Escolas Vírgilio Ferreira (Telheiras).  Foi requalificada em 2019 pela CML. Foto: 27/10/2021

Paróquia do Campo Grande

O falecimento do Padre Vitor Feytor Pinto (1932-2021) foi motivo mais do que suficiente para revisitarmos a longa história da Paróquia dos Santos Reis Magos do Campo Grande. Mais

Vazadouro vira Parque de Estacionamento

Durante décadas este logradouro na Rua Antónia Pusich estava transformado num vazadouro de entulho de obras e lixo, povoado de barracas, uma das quais alugada como garagem. No meio do caos amontoavam-se automóveis que ali eram estacionados ou abandonados. Não faltavam ratazanas de todos os tamanhos. A Junta de Freguesia de Alvalade (PS) limpou e requalificou este espaço público, aberto dias antes da tomada de posse do novo executivo da Junta (PSD/CDS). Foto: 20/10/2021. 

Uma obra que fez parte de uma importante projecto de requalificação dos logradouros de Alvalade iniciada pelo anterior executivo da Junta de Freguesia de Alvalade, entre 2013 e 2021, e que se espera tenha continuidade no novo executivo. Mais 

12 de Outubro de 2021 

A Universidade de Lisboa esteve em festa. Comemorou-se a abertura do Ano Académico, com o regresso às aulas presenciais. Realizou-se com a dignidade devida a cerimónia de tomada de posse do novo Reitor da Universidade de Lisboa, Professor Doutor Luís Manuel dos Anjos Ferreira. A Alameda da Universidade encheu de novo para uma alegre recepção aos novos estudantes. Assistimos a tudo. Mais

Elogio. Em vinte anos de existência deste jornal é a primeira vez que fazemos o elogio a um reitor da Universidade de Lisboa: António da Cruz Serra.   Mais 

Do Céu para a Mesa

No Jardim Horticola Aquilino Ribeiro Machado está quase concluido mais um projecto comunitário em Alvalade. "Do Céu para a Mesa" assim se chama esta horta urbana vertical, no ambito do programa CML Bip-Zip. Partiu da iniciativa do Centro Paroquial do Campo Grande e contou com o apoio da Junta de Freguesia de Alvalade. Procura promover a auto-sustentabilidade alimentar, com especial enfoque nos bairros das Murtas, São João de Brito e Pote d`Água. Foto: 6/10/2021

Devolutos

Rua de Entrecampos, um dos vários edificios abandonados.

Em Lisboa continuam a faltar casas para arrendar a preços acessíveis. No entanto, num levantamento que fizemos na freguesia de Alvalade o que não faltam são edificios (prédios e vivendas) devolutos. Nova Rubrica

Monumento da Guerra Peninsular ao Abandono

Quem passa pela praça de Entrecampos depara-se com o triste estado deste monumento nacional comemorativo da resistência às invasões franco-espanholas de 1807 a 1814. Está ao abandono !. As estátuas já danificadas por anteriores comemorações futebolisticas tem agora um novo ornamento: um vigoroso arbusto. Fotos: 10/08/2021. Mais

Requalificação do Bairro de São João de Brito

Uma das habitações a requalificar pela CML ? ( Foto:12/03/2021).

A Câmara Municipal de Lisboa no dia 9 de Março de 2021 deu inicio às obras de requalificação deste bairro de génese ilegal. Nesta obra, com uma duração prevista de dois anos, será feita a substituição completa das infra-estruturas (rede de saneamento, água, gás, telecomunicaçoes, arruamentos, passeios, etc). O custo total previsto é de 3,7 mihões de euros.

A este inicio das obras não é alheio o facto de estarmos num ano de eleições autárquicas. Nas eleições de 2017 a requalificação da zona, incluindo o "bairro de S. João de Brito"" foi o assunto mais debatido.

O PS prometeu a sua rápida legalização e requalificação deste bairro. Os restantes partidos falaram na requalificaçção e legalização de toda a zona, incluindo a Quinta do Correio-Mor, Quinta do Alto e Rua das Mimosas. A verdade é que só quatro anos depois é que as primeiras obras avançaram e apenas na área do "Bairro S.João de Brito". O senhor José Alberto da Silva proprietário da habitação acima destacada foi excluido deste processo. O local era um antigo depósito de materiais da firma Matias Avilas (falida), onde afirma que a Câmara pretende fazer um "mirador". Vive aqui à 30 anos com a esposa e, quando calha também a fiha. A CML alega o senhor José tem outra residência no Saldanha, ele fala em problemas com a correspondência: o correio é entregue em dois sítios diferentes. Este açoriano de nascimento pede apenas uma casa, igual às que a CML distribui de graça a tanta gente. Não tem dinheiro para alugar, comprar ou construir uma casa. Mais

Criminalidade em Alvalade

No dia 27 de Novembro de 2021 foram apanhados dois criminosos por roubos em Alvalade. Um no dia 38 anos fez pelo menos 3 roubos com recurso a arma branca. Cumpria uma pena de 15 anos de cadeia, mas estava em liberdade condicional. O outro de 41 anos de idade por assalto a uma farmácia com recursos a arma branca.Tinha um longo cadastro por crimes sexuais.

Não Esquecemos

Em plena pandemia, Alvalade voltou a ser notícia pelas piores razões. Um homem de 78 anos saíu à noite para dar um passeio higiénico e foi morto à facada. O corpo apareceu junto à entrada do Parque José Gomes Ferreira na Rua Professor Veiga Beirão (15/02/2021). No dia 18 de Junho de 2020 dois jovens resolvem combinar um ajuste de contas no jardim da rua General da Pimenta de Castro, junto ao Bairro das Estacas, próximo da Estação de Comboios Roma-Areeiro e de estações do metro. Uma localização que permitia uma chegada e fuga rápida, como acontece nestes confrontos no Campo Grande. Um chamava-se James Boyce, 15 anos, era morador na zona do Castelo, ou outro mora na Alta de Lisboa, tem 14 anos. Vinham acompanhados de 7 "amigos", 4 moram em Lisboa e os restantes em Rio de Mouro, Odivelas e Oeiras, todos com idades entre os 14 e os 19 anos. As agressões iniciaram-se mal chegaram ao local, era para isso que estavam àquela hora naquele local. O "James Boyce" não contava com a faca que o seu adversário trazia e acabou esfaqueado. Pouco passava das 19h00 quando os dois bandos fugiram deixando num chão um jovem em agonia que veio a falecer no Hospital de Santa Maria. Nenhum socorro lhe prestaram, a amizade terminara ali.

Como temos referido, estes confrontos violentos de jovens em Alvalade não são novidade. A facilidade de acesso à freguesia torna certas zonas na vizinhaças de interfaces de transportes, ideais para incursões de bandos oriundos de outros pontos da cidade ou dos seus arredores. Estes bandos, em geral limitam-se a marcar territórios com grafittis, mas não raro passam à prática de assaltos a outros jovens ou atos de vandalismo. Uma onda de criminalidade perante a qual a PSP se tem mostrado impotente. Mais

Burlas e Assaltos

A PSP alerta a população mais velha para não abrir a porta a estranhos que se identifiquem como profissionais de saúde. Alerta também para as chamadas "Contas Solidárias" que se propõe angariar dinheiro para "Mascaras e Luvas" e "Financiar a Vacina Contra o Vírus". Não falta imaginação a estes criminosos para enganarem o próximo sempre que a oportunidade surja.

 

Universidades em Alvalade

Corrida aos Trajes Académicos

As centenas de jovens que temos visto no Jardim do Campo Grande envolvidos em rituais das praxes deixava antever uma corrida aos  trajes académicos.  À porta das duas lojas existentes na Avenida do Brasil tem-se formado longas filas de jovens muito excitados por envergarem a fatiota. Mais Foto: 25/09/2021

Expansão da  Cidade Universitária

Durante o mês de Setembro tem inicio as aulas nas três universidades situadas na freguesia de Alvalade. O movimento de largas dezenas de milhares de estudantes já começou a fazer-se sentir na zona do Campo Grande.  Entretanto prossegue o arranque, a continuação ou a conclusão de grandes obras na  área da "Cidade Universitária". Mais 

Problemas Crónicos

A Pandemia provocou uma estranha sensação de mudança. A suspensão de inúmeras atividades gerou a ideia que muitos problemas crónicos na freguesia haviam desaparecido. Pura ilusão ! Um a um estão de volta e muitos outros surgiram.

Início do ano Letivo de 2021/2022

O novo ano lectivo que começa no pré-escolar, básico e secundário entre 14 e 17 de Setembro tem muitas novidades em Alvalade. Uma das que nos agrada é a abertura das novas instalações no pré-escolar e de grande parte das destinadas ao 1º. ciclo na Escola Teixeira de Pacoais. As obras de requalificação desta escola iniciadas em 2016, devido a sucessivos contratempos foram-se arrastando no tempo. As condições em que funcionou eram deploráveis para as crianças, professores e outros funcionários. A sua conclusão definitiva das obras está prevista para março de 2022. Mais

Alvalade Recordista de Acidentes

O mês de Julho de 2020 ficou tristemente assinalado pela morte no dia 10 da jovem Ana Oliveira no Campo Grande. Foi atropelada quando atravessava de bicicleta uma passagem para velocipes que existe frente à Biblioteca Nacional. O condutor não parou ao sinal vermelho. Era aluna Escola Rainha Dona Leonor e basquetebolista da equipa sub-19 do SCP. Na manifestação que se seguiu pediu-se medidas para acalmar o tráfego na cidade , como lombas, velocidade limitada a 30km/hora, fiscalização, fim das "auto-estradas" na cidade.

Sabe em Lisboa onde se regista maior número de acidentes ? José Bernardo, chefe da 18ª. Esquadra - Campo Grande, não tem dúvidas é no cruzamento entre a Av. de Roma e a Av. do Brasil. Quem atravessa o local fica confuso sobre onde e quando pode atravessar. Esta foi uma das conclusões mais importantes feitas na apresentação de um relatório sobre Acessibilidade na Freguesia de Alvalade, no Centro Cívico Edmundo Pedro ( 27/11/2019). Apesar deste facto ser do conhecimento da CML, a verdade é que nada tem feito para corrigir a situação. José Bernardo recordou na altura outros dados preocupantes: entre 2010 e 2016, ocorreram na freguesia 593 acidentes, de que resultaram 6 vítimas mortais, 9 feridos graves e 645 feridos ligeiros. As zonas com maior número de atropelamentos foram o Campo Grande (50), Avenida do Brasil (38), Avenida das Forças Armadas (34), Avenida Rio de Janeiro(31) e Avenida dos Estados Unidos da América (28). Para a triste estatística deste lugar, assinale-se no dia 3/12/2019, a colisão entre um motociclo e uma carrinha. Mais

Um imbróglio de Alvalade à Penha de França

A guerra está declarada na freguesia de Alvalade, sem fim à vista. O clube Os Estrelas de S.J. B. acusam a CML e a Junta de Alvalade de o pretenderem expulsar da piscina do Regimento de Sapadores Bombeiros. É apenas mais um episódio de um longo e tortuoso conflito que envolve a concessão de dinheiros públicos concedidos para atividades e obras alegadamente não realizadas ou contas não prestadas, nomeadamente nas piscinas da freguesia da Penha de França. Mais

Com a imparcialidade que nos move, vamos mais uma vez publicar o que apuramos sobre as dividas d`Os Estrelas à Junta de Freguesia de Alvalade (JFA). Em devido tempo divulgamos o comunicado da JFA (http://www.jornaldapraceta.pt/jp33Estrelas.html ) sobre o assunto. o Jornal da Praceta soube que Os Estrelas não se conformou com a decisão da JFA, tendo impugnado junto do Tribunal Arbitral do Desporto, que em 02/12/2020,  confirmou na íntegra o decidido pela JFA. O Clube recorreu para o Tribunal Central Administrativo do Sul, que decidiu em recurso e em última instância, em 08/04/2021, confirmando todo o teor da deliberação tomada pela JFA (ambos os acórdãos podem ser consultados em anexo). Ou seja, dois tribunais julgaram a  pretensão d`Os Estrelas totalmente infundadas e confirmaram a decisão da JFA. Assim e apesar do trânsito em julgado das decisões judiciais O Estrelas nunca devolveram à Freguesia de Alvalade os valores que recebeu no âmbito do contrato-programa de desenvolvimento desportivo n.º 5/2018, num total de € 9.900,00 (nove mil e novecentos euros), e relativamente aos quais não foi possível aferir da sua correta aplicação, devendo o montante de 9.900,00€ à JFA. Sabemos também que estes acórdãos foram transmitidos a vários Vogais da anterior Assembleia de Freguesia de Alvalade.

 

A Praga dos Grafites

Alvalade como toda a cidade de Lisboa está repleta de grafites. Nada escapa desde monumentos, a simples sinais de transito, estações de metro, paragens autocarro, edifíicios públicos ou privados, etc. A imagem que provocam é de territórios abandonados, dominados por marginais. Uma situação que não parece incomodar quem tem por missão velar pelo espaço público.

 

A Tragédia do Comércio Local

A pandemia Covid-19 agravou de forma dramática a crise que afectava o comércio local em Alvalade. Foi mais uma estocada a juntar a tantas outras, como a abertura de grandes superficies, o envelhecimento da população residente, a deslocalização e encerramento de empresas na freguesia, mas também a marginalidade em algumas zonas. O longo período de confinamento agravou de tal modo a situação que temos assistido ao encerramento de muitos estalecimentos com as consequências que são conhecidas.