Universidades - Ciência em Alvalade



 

Expansão da  Cidade Universitária

Durante o mês de Setembro tem inicio as aulas nas três universidades situadas na freguesia de Alvalade. O movimento de largas dezenas de milhares de estudantes já começou a fazer-se sentir na zona do Campo Grande.  Entretanto prossegue o arranque, a continuação ou a conclusão de grandes obras na  área da "Cidade Universitária".

Futuro Centro de Valorização e Transferência de Tecnologias do ISCTE. Foto: 7/09/2021. Em Abril de 2022 estalou uma polémica sobre o financiamento público deste centro. O ministro das finanças João Leão, antes de sair do governo teria autorizado 5,2 milhões de euros para o seu financiamento. Como "recompensa" regressou ao ISCTE, onde era professor, mas agora com o cargo de vice-reitor.

O novo edifcio da Faculdade de Farmácia da UL em fase de acabamentos . Foto:7/09/2021

Nesta onda construtiva está também em remodelação e ampliação a Biblioteca da Faculdade de Direito da UL. A Faculdade de Letras anunciou que vai construir a igualmente um novo edifício.   

UL: Comunicado da Reitoria da Universidade de Lisboa

“A Faculdade de Ciências, após contacto das autoridades, colaborou estreitamente no contexto da investigação em curso que levou ao desenlace hoje conhecido, com o qual nos congratulamos. O assunto está agora nas mãos das entidades competentes. O trabalho desenvolvido pelas autoridades permitiu sempre que a segurança da comunidade de Ciências estivesse salvaguardada, não tendo havido, nem havendo, indícios que aconselhem a alterar o normal funcionamento da Escola”. Gabinete de Apoio ao Reitor, 11/02/2022. Nota da redacção: o Jornal da Praceta recusou-se a "alinhar", desde a primeira hora, na histeria mediática sobre os hipotéticos planos concebidos na mente de um jovem estudante da faculdade de ciência. Razão pela qual se limitou a publicar esta nota informativa do reitor da UL.

UL: 12 de Outubro de 2021

A Universidade de Lisboa esteve em festa. Comemorou-se a abertura do Ano Académico, com o regresso às aulas presenciais. Realizou-se com a dignidade devida a cerimónia de tomada de posse do novo Reitor da Universidade de Lisboa, Professor Doutor Luís Manuel dos Anjos Ferreira. A Alameda da Universidade encheu de novo para uma alegre recepção aos novos estudantes. Assistimos a tudo. Mais

Elogio. Em vinte anos de existência deste jornal é a primeira vez que fazemos o elogio a um reitor da Universidade de Lisboa: António da Cruz Serra.   Mais 

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa está a concretizar uma ambicioso programa de sustentabilidade. 

 

Mini-Floresta na Cidade Universitária

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa vai criar uma mini-floresta densa e multifuncional com mais de 600 plantas, dois hotéis para insectos, um refúgio para anfíbios e sensores para monotorização dos solos. É uma iniciativa no ambito de um projecto europeu (1 Planet4ll) destinada a estudar processos de reflorestação em países afectados por alterações climáticas ( consultar: Laboratório Vivo-Sustentabilidade. Projecto: Fcul Resta). Foto:10/03/2021

Associação Académica da Universidade de Lisboa

No âmbito dos VI Estados Gerais realizou-se no dia 21 de Março de 2021 um painel sobre "Segurança Universitária" em que participaram José Borges (Junta de Freguesia de Alvalade), Antonio Proa (Assembleia Municipal), José Cunha (18ª. Esquadra-Campo Grande) e Mariana Lopes (AADL). As ideias avançadas não se afastaram das que são consensuais e que ao longo de quase duas décadas temos escrito no Jornal da Praceta. Mais

UL: Residências Universitárias

Obras em curso

 A Universidade de Lisboa decidiu finalmente criar na Cidade Universitária um grande complexo residencial para estudantes. Ficará situado nas traseiras na Biblioteca Nacional de Portugal e ocupará a área de um parque de estacionamento onde os roubos e assaltos são frequentes. O complexo será constituido por três blocos residenciais destinados a 819 estudantes, terá uma área comercial e uma praça central. No subsolo será constituido um parque para 500 automóveis. As obras do primeiro bloco estava previsto para Julho de 2021 e previa-se a sua conclusão em 2023, e a dos outros blocos em 2025 e 2026.

Insegurança nos Parques de Estacionamento da Cidade Universitária

Parque de estacionamento onde será constituido o complexo residencial.

90% das estudantes da cidade universitária sentem-se inseguras nos vários parques de estacionamento aqui existentes. Cerca de 93,27% afirmam já terem sido importunadas sexualmente. Estas são algumas das conclusões de um inquérito "Violência na Academia de Lisboa. Prevalência e Percepção dos alunos " realizado pela Federação Académica de Lisboa entre 2018-2019.

Os números revelam uma realidade até agora ignorada: 14% das inquiridas confessam já terem sido coagidas a praticar atos sexuais; 12,2% mais do que uma vez; 61,4% foram vítimas de assédio sexual em situiações de exibicionismo, contactos telefónicos, com imagens de cariz sexual ,etc.

Quem são os agressores ? A esmagadora maioria são pessoas que lhes são próximas. Conhecidos - 32,58%; Colegas - 23,29%; pessoal não docente nas instituições - 16,74%; docentes - 2,18%; amigos - 11,44%; parceiros intímos - 13%

A maioria nunca referiu a outros estas agressões sexuais (89%). Entre as que as reportam: 39,53% fizeram-no na polícia e 35% a amigos e familiares.

De Cantina a Residência Universitária

A Universidade de Lisboa lançou uma ambicioso programa de construção de residências universitárias, um dos projectos irá transformar a Cantina 2, na Avenida das Forças Armadas numa nova residência.

Destaques

ULisboa entre as 100 melhores Universidades do Mundo

QS World University Rankings by Subject 2020 indica que a Universidade de Lisboa viu a sua posição melhorada nas 5 áreas do ranking.

Em 2020, a ULisboa ocupa a posição 142 em Artes e Humanidades (subiu 29 lugares), 129 em Engenharia e Tecnologias (subiu 11 lugares), 237 em Ciências da vida e Medicina (subiu 21 lugares), 188 em Ciências Naturais (subiu 8 lugares), e 237 em Ciências Sociais e Gestão (subiu 24 lugares).

A ULisboa foi classificada entre as 100 melhores do mundo nas disciplinas de Arquitetura e Edificado, Arte e Design, Engenharia Civil e de Estruturas, e Ciências do Desporto.

UL: Astrofisica

FC da UL, ESA e ESO

Três siglas de organizações científicas que estão a descobrir literalmente novos mundos. A primeira corresponde à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa que integra o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA). Este instituto de âmbito nacional participa desde 2000 na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO), a maior organização intergovernamental em astronomia na Europa e o observatório mais produtivo no mundo, no Chile. Mais

UL: Expansão 

Biblioteca da Faculdade de Direito da UL

A expansão desta biblioteca de direito ditará em breve o fim deste jardim... Foto: 11/12/2019

Faculdade de Farmácia

Prossegue a bom ritmo a construção de um novo edifício da Faculdade de Farmácia. Foto: 29/10/2019

Alameda da Universidade

A Junta de Freguesia de Alvalade e a CML face à crescente degradação da zona norte da Alameda da Universidade de Lisboa resolveram colocar obstáculos de forma impedir o estacionamento selvagem na zona. A verdade é que os clientes do Horto do Campo Grande e os arrumadores locais em dias de futebol resolveram rapidamente removerem os blocos de cimento, perante a total indiferença da divisão de transito da PSP ou a Policia Municipal. O caos instalou-se na Alameda da Universidade. Em Abril de 2018, a CML colocou novos blocos de pedra para tentar conter a destruição. O Horto também aumentou (finalmente) a área de estacionamento. A situação melhorou, mas os resultados são incertos dado o histórico local. Mais

Centro Académico da Universidade de Lisboa

No dia 3 de Outubro de 2016 foi inaugurado o tão aguardado centro de estudos. Estivemos presentes e registamos as primeiras impressões. O centro é cada vez mais frequentado, contribuindo de forma decisiva para a animação e segurança do lado norte do Jardim do Campo Grande. Mais 

Sinalética na Universidade de Lisboa

Durante anos habituamo-nos a ver pessoas perdidas no Campus da Universidade de Lisboa (UL). Não havia a mais pequena indicação da localização das suas diferentes instituições. Foi preciso esperar pelo fim do ano lectivo de 2016/17 para que fossem colocados placards informativos. Esperamos que a UL não se fique por aqui, e comece a dar ao Campus a dignidade que o mesmo carece.

UL: Plano de Urbanização da Cidade Universitária de Lisboa

O que fazer (ou desfazer) em 126 ha ? A CML durante anos criticou a Universidade de Lisboa por andar a construir na Cidade Universitária à revelia de qualquer planeamento. A CML colocou à discussão pública (21/11 a 13/12/2016) o plano de pormenor da sua urbanização ! Mais

UL:Edifícios da  UL ao Abandono

Prédio da Universidade de Lisboa-Rua Ocidental do Campo Grande (nº167,169 e 171).

Dois dos edifícios que a UL possui no Campo Grande (nº185-189), estão ao abandono. O local está transformado numa lixeira e albergue para sem-abrigo. Os edifícios foram arrendados  pela Faculdade de Letras nos anos 60, tendo sido adquiridos anos 90. Funcionaram como um anexo da Faculdade.Um mau exemplo da UL ! Anuncia-se a criação para este espaço de uma residência universitária (2021).

 

Faculdade de Letras da UL. Fundada em 1911

UL: Faculdade de Medicina Dentária. Conheça um pouco da sua brilhante história. Mais

UL: IMM - Instituto de Medicina Molecular, da Faculdade de Medicina, da UL. Fundado em 2001 é um caso de sucesso a nível mundial. Mais

UL - Faculdade de Ciências. Mapa do Campus da faculdade de Ciências

UL - Faculdades e Institutos . Um roteiro pela maior universidade de Portugal

Um Pouco de História

A Universidade de Lisboa foi fundada, em 1288, andou depois entre Lisboa e Coimbra, até ficar por lá em 1537.

A partir do final do século XVIII, os estudos superiores foram restabelecidos na capital, através de Cursos, Escolas e Institutos. A Universidade de Lisboa, denominada de Clássica, foi refundada em 1911, mas ocupava na maior parte precárias instalações.

Nos anos 30 do século XX, começou a ser projectada uma cidade universitária para a zona do Campo Grande. Os primeiros edifícios a serem inaugurados foram o Hospital de Santa Maria/Faculdade de Medicina (1953), seguindo-se a Faculdade de Direito (1955), Estádio Universitário (1956), Faculdade de Letras (1957), Cantina Universitária (1958-62), Reitoria (1961), muitos outros surgiram depois, como a Biblioteca Nacional de Portugal (1965), e mais tarde a Faculdade de Ciências (1985), a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (1990), os Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (1991), e outros importantes equipamentos de ensino e investigação.

A Universidade de Lisboa que resultou da fusão com a Universidade Técnica (2013), tem uma património imobiliário que ocupa cerca de 4% da área de Lisboa. É a maior universidade do país, frequentada por cerca de 50 mil alunos. Conta com 18 faculdades e institutos e um património que se estende desde a Cidade Universitária, ao pólo do Alto da Ajuda, tem instalações nos concelhos de Oeiras, Cascais e Loures. Entre os espaços sob a sua alçada conta-se o Pavilhão de Portugal (Parque das Nações, Tapada da Ajuda, Estádio Universitário de Lisboa, Hipódromo do Campo Grande, Jardim Botânico da Ajuda, Centro Académico (Campo Grande) . A Universidade de Lisboa conta actualmente (2017) com cerca de 2 dezenas de residências universitárias.

UL: 2017. Abertura do Ano Académico e Tomada de Posse do Reitor

A abertura do Ano Académico na Universidade de Lisboa é sempre um acontecimento memorável. A que ocorreu no passado dia 20 de Setembro de 2017 não foi excepção. Começou com a tomada de posse do reitor - António da Cruz Serra.  para um novo mandato.  Desde 2013 foi realizado um trabalho notável na  união de duas universidades: a "clássica" e a "técnica". A UL tornou-se desta forma a maior universidade do país reforçando a sua projecção internacional. Seguiu-se a sessão solene de abertura do ano académico, tendo o reitor feito um importante discurso no qual revelou os seus projectos para a expansão da cidade universitária. Na festa que seguiu a partir das 17:00, a que assistiram dezenas de milhares de estudantes, encontramos duas simpáticas caloiras acabadas de sair da Escola Secundária Rainha Dona Leonor.

UL: A "Universidade" !

A Universidade de Lisboa é pela dimensão do seu "Campus", número de alunos e produção científica, aquela a que todos se referem como a "Universidade". É voz corrente que metade da área da freguesia de Alvalade pertence à UL (Possui cerca de 4% de toda a área do Concelho de Lisboa). Exagero ou não, a verdade é que a UL possui na freguesia um vasto património pouco conhecido, mas que está longe de ser cuidado. Mais

A caminho das praxes no Jardim do Campo Grande. Foto: Av. do Brasil, 18/02/2020

Imagens da Universidade de Lisboa

 
 

 

ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa

Iscte - Instituto Universitário de Lisboa

O ISCTE ((Instituto Superior de Ciências do Trabalho e de Empresas) foi fundado em 1972. Em 1990 adquiriu o estatuto de escola universitária não integrada. A partir de 2009 passou a denominar-se ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). A longo deste processo não tem parado de aumentar as suas instalações na freguesia de Alvalade: Edificio I (1978), Cave Ala Sul (1994), Pavilhão Esplanada (1994), Ala Autónoma (1995) , Indeg (1995), etc.

Com um vasto leque de cursos superiores (licenciaturas, mestrados e doutoramentos é frequentado por cerca de 9 mil alunos (2017).

ISCTE- IUL: Espaços Envolventes. A Universidade de Lisboa e o ISCTE tem feito importantes obras de melhoria do espaço envolvente.

 
 

Universidade Lusófona

Entrada de Universidade Lusófona

ULHT- Lusófona: Expansão

A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias surgiu sob a forma de uma cooperativa em 1986 (Cofac- Coop. de Formação e Animação Cultural, crl), que deu origem  em 1989 ao Ismag. Por sua vez, em 1998 deu lugar à actual universidade, que no ano seguinte já contava com mil alunos.

No Campo Grande veio ocupar o espaço de um antigo Quartel Militar.O seu crescimento foi muito rápido o que se reflectiu numa organização do seu espaço interno. A maioria dos edificios deixam muito a desejar em termos estéticos. Ocupa presentemente uma área de 35.450 m2, com 21 edficios, um polidesportivo e 5 parques de estacionamento (2021). Em 2014 a Lusófona só no Campo Grande já contava com 10 mil alunos que frequentavam 4 licenciaturas, 3 mestrados integrados, 49 mestrados, 9 doutoramentos e 22 CET`s. Em 2020 tinha 11.989 estudantes, sendo 3.706 estrangeiros (2.810 lusófonos) contando com 875 docentes. É a maior universidade privada de Portugal.  

A Lusófona tem hoje ramificações em Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde e Guiné abrangendo um total de 25 mil alunos (2015). Mais

Universidade Católica Portuguesa

Embora não esteja na área da Freguesia de Alvalade está nos seus limites, junto á Cidade Universitária. O campus Palma de Cima, onde está instalada a UCP, ocupa uma área de 37 mil m2. O primeiro edificio surgiu em 1969, sendo-lhe acrescentado uma nova ala em 1974 (?). A Biblioteca foi inaugurada em 1987. O último edificio data de 1993. Mais

Residência "Colégio Universitário dos Alamos"

A Opus Dei reforça a sua presença no Campo Grande, com abertura de uma residência universitária na Alameda da Universidade, muito maior do que aquela que a organização, fundada pelo espanhol José Escrivá, já possui no Lumiar (Colégio Montes Claros). O poder da Opus Dei cresceu em Portugal de forma desmesurada depois de ter recebido uma enorme fortuna doada por Maria Antónia Barreiro.

 
 

Pelas Universidades

Associações, Tascas, Praxes, Trajes, Tunas e Festas Académicas

 À Espera dos Caloiros. Foto: 14/09/2021 

 
 
 

 

Bibliotecas, Arquivos Nacionais, Centros de Investigação Científica e Tecnológica

Na Freguesia de Alvalade estão instalados um vasto conjunto de equipamentos culturais e científicos próprios de uma cidade universitária.

Biblioteca Nacional de Portugal

Arquivos Nacionais / Torre do Tombo

Laboratório Nacional de Engenharia Civil