Segurança em Alvalade

Esquadra da PSP no Campo Grande

18ª. Esquadra. Rua Afonso Lopes Vieira, 2 - 1700 -012

Tel. 217 961 834 . Fax. 217 961 697

Número de Emergência Nacional: 112

Comandante: José Cunha

Equipas de agentes: Costa Pereira e César Rodrigues; Sérgio Lopes e Sérgio Jorge; Frederico Oliveira e Márcio Simões.

A Nova Imagem da PSP

Sandra Rodrigues é a nova chefe da 18º. Esquadra. No nosso primeiro contacto o que nos surpreendeu foi a sua capacidade de comunicação e afabilidade. Uma atitude que infelizmente associamos pouco aos agentes da autoridade. Está na esquadra do Campo Grande desde novembro de 2021 e já recebeu um elogio público. Natural de Rio de Moinhos (Abrantes), a sua primeira paixão foi pela prática do futebol. Após concluir o secundário decidiu em 2011 ingressar na PSP. Confidenciou-nos com entusiasmo, as boas lembranças que guarda do serviço que prestou na Escola Segura e depois na Esquadra de Carnide. A paixão pelo desporto não foi esquecida tendo concluído a licenciatura em Educação Física e Desporto no ISCE (Ramada). Determinada na concretização dos seus objectivos, ingressou e concluiu também o Curso de Formação de Chefes da PSP, na Escola Prática da Polícia em Torres Novas. À nossa pergunta: porquê Alvalade ?, deu-nos uma resposta curta mas significativa: "Uma nova experiência". Ao que que inquerimos: o que os fregueses podem esperar de si ? Evocando o lema da PSP respondeu: “existimos para servir” e é neste prisma que me quero dedicar a toda a população de Alvalade no sentido de poder contribuir para a segurança desta freguesia."

Para que não restassem dúvidas da sua missão, enfatizou o seu compromisso pessoal: “Ajuda” e “Empatia” são duas palavras que espelham aquilo que podem esperar de mim. O policiamento de proximidade está cada vez mais enraizado na nossa instituição, uma vez que a proximidade nos permite mais facilmente alcançar todos os cidadãos, sem exceção. Nesta senda, estarei focada em servir a população, em colaboração com as demais entidades empenhadas no objetivo de proporcionar melhores condições de vida e de dignidade humana, com especial enfoque na qualidade de vida da população mais idosa, procurando ser para eles aquilo que um dia quero que sejam para mim." Foto: 9/02/2022

A saída do Chefe José Bernardo

José Bernado (o primeiro à esquerda) foi eleito para o Núcleo Executivo para Comissão Social da Freguesia de Alvalade a 12/09/2017, numa altura que José Borges do PS (último à direita) era presidente da Junta. Foto: 12/09/2017

Nos últimos dias nas redes sociais correu a noticia que o Chefe José Bernando há 20 anos na 18º. Esquadra havia sido afastado. Em conversas de café tem-se apontado dois motivos para este "inesperado" afastamento: a sua participação em iniciativas promovidas pelo anterior executivo da Junta de Freguesia (PS) e uma propalada redução dos efectivos na esquadra. Fomos ouvir (17/01/2021) sobre o assunto o subcomissário José Cunha, que desde Agosto de 2020 é comandante da Esquadra do Campo Grande. Também se manifestou surpreendido com o alarmismo que a substituição provocara. "Parece que estamos numa aldeia, quando um velho pároco é substituido por outro". Apontou para a hipótese dos comentários terem sido escritos por pessoas residentes na "Arábia Saudita", está convencido que ninguém as conhece em território nacional. Quando à redução de efectivos, como é seu hábito nada precisou, evocando a necessidade de "reserva" na informação.

Medidas Preventivas Contra Furtos

A PSP (Esquadra de Alvalade) sempre teve uma grande proximidade com as várias entidades públicas locais (juntas de freguesia, escolas, universidades, etc), não é estranhar que tenha estado presente na coordenação da Comissão Social da Freguesia de Alvalade e em muitas ações de esclarecimento na freguesia. Neste início do ano lectivo de 2019/2020, para os alunos do ensino secundário e superior, a PSP recomenda especialmente que tenham cuidados preventivos contra os furtos, em particular em viaturas:

"Nunca abandone os seus bens, nem que seja por breves segundos. Guarde-os em local seguro, ou à guarda de pessoa de confiança, sempre que não os está a usar. No furto de oportunidade, o alvo são os artigos que estão livremente acessíveis, "esquecidos" ou "sem guarda". E se for vítima de um crime não se esqueça: denuncie-o.

" Se o seu carro é usado ou novo, modelo vulgar ou raro, um clássico ou um desportivo, um familiar ou citadino, de baixo ou elevado valor comercial, então esta informação, adoptando as seguintes medidas de segurança: 1. Nunca deixe objectos ou artigos na viatura; 2. Se os transportar, feche-os no porta-bagagens antes de chegar ao local onde vai estacionar; 3. Se utiliza GPS ou equipamentos equivalentes, retire-os juntamente com o suporte e limpe o vidro para não deixar marcas da ventosa no mesmo; 4. Ao estacionar, escolha locais bem iluminados e com movimentação de pessoas; 5. Nunca deixe no porta-luvas os documentos da sua viatura, livros de cheques, cartões de crédito, etc...; 6. Em viagem, não deixe a bagagem na mala do carro; Instale sistema de alarme c/ sensor de movimentos;

"Projeja-se também quando circula: - Quando se dirigir para a viatura, tenha as chaves disponíveis para a abrir rapidamente; - mantenha as portas trancadas e os vidros total ou parcialmente subidos. - Se alguém quiser forçar a entrada, buzine e acenda as luzes repentinamente; - Utilize vias bem iluminadas e com movimento; - Não estacione sem se certificar que não há elementos suspeitos nas prioximidades; "recomendações publicadas na revista Alvalade,nº18 (Out-Dez.2019)

O seu carro foi rebocado? Envie um SMS para 3838 e escreva:

Reboque (espaço)

Matricula

.Polícia Municipal da Câmara Municipal de Lisboa
Morada: Rua Cardeal Saraiva - 1070-045 Lisboa

    Linha Azul:  808 20 20 36

Telefone: 217825200 - E-mail: pm@cm-lisboa.pt

Polícia Municipal em Ação: Operação Passes Sociais

Nas caóticas paragens de autocarros na esquina da Avenida do Brasil junto ao Campo Grande, no dia 18 de Outubro de 2019, pelas 15h00, a Policia Municipal de Lisboa participou em mais uma operação fiscalização dos passes sociais. Os fiscais da Carris, protegidos por um aparatoso grupo de agentes, mais de uma dezena, lá foram passando multas aos infractores. Ao que constam não foram muitas.

Dentro e fora dos autocarros, a Polícia Municipal de Lisboa manifestava-se empenhada no sucesso da operação. É pena que não ponha o mesmo empenho no combate à ocupação ilegal nos logradouros de Alvalade.

.Polícia Municipal de Lisboa

Se perguntarmos ao comum dos munícipes quais são as funções da Policia Municipal de Lisboa a maioria dirá que se reduzem ao policiamento de certas iniciativas camarárias, como festas e recepções e pouco mais. No entanto legalmente as suas competências são de tal maneira amplas que é difícil compreender porque os munícipes não as reconhecem.

O site da CML diz-nos que a sua missão é "contribuir para a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos", atuando nas seguintes áreas: Alojamento; Comércio e Abastecimento; Defesa e Proteção da Natureza e do Ambiente; Diligências Processuais; Emergência; Espaço Público; Património Municipal; Policiamento; Policiamento Comunitário; Saúde Pública; Segurança; Urbanismo e Edificação; Trânsito e Mobilidade.

Apesar desta informação camarária está generalizada a convicção generalizada da irrelevância, o que se deve possivelmente a uma simples constatação pública:

Se a policia municipal tivesse efectivamente as competências que lhe são atribuídas, seriam inconcebível continuarmos a assistir diariamente e de forma reiterada a tantos crimes, por exemplo, contra o ambiente sem qualquer atuação por parte da mesma se fizesse sentir. 

Polícia Municipal em Ação: Operação Bairro das Caixas

No chamado "Bairro das Caixas" em Alvalade, entre Dezembro de 2015 e Março de 2017, viveu-se um período de grande agitação. A PSP e a Policia Municipal de Lisboa fizeram aqui uma ação sistemática de combate ao estacionamento selvagem.  Por todo o lado ouviam-se protestos dos moradores, sem que ninguém fosse informado das razões de tanta perseguição. Generalizou-se a convicção que o objectivo era a simples "caça à multa". Três anos depois (2019), o problema dos parquimetros está resolvido. É pacífico, o que não acontece com os logradouros, onde tudo continua na mesma. Em vários locais está ainda pior. Mais

Criminalidade em Alvalade

Zona do Campo Grande

Casos

O Campo Grande em Lisboa é não apenas conhecido pela escandalosa apropriação privada de espaços públicos, com a conivência de assessores, dirigentes e funcionários camarários, mais também pela criminalidade. Mais

Zonas Perigosas. Devido às características desta zona, atravessada por um grande eixo de viação e existência de grandes parques, a questão da segurança assume aqui características próprias.

Em destaque tem sido quase sempre assinaladas as seguintes zonas: Interface de Transportes do Campo Grande, Bairro de São João de Brito e Bairro Social das Murtas. O caso das Azinhaga das Murtas foi revelador da forma como as diversas entidades públicas encararam estes problemas. Durante anos existiu aqui um problemático bairro de barracas. No local foram construídas edificios modernos para realojar os respectivos moradores, com o apoio do Estado, CML e da Igreja Católica. Acontece que os problemas sociais persistiram e até se agravaram. O falhanço foi total. Mais

Jogo em Alvalade = Destruição Anunciada no Campo Grande. Como acontece há longos anos, sempre que o Estádio de Alvalade tem casa cheia, hordas de automobilistas invadem os arredores do Estádio, estacionando em tudo o que é sítio provocando uma verdadeira onda de destruição. Mais

Zona do Bairro de Alvalade

Casos 

Alvalade, com excepção do Campo Grande, está longe de poder ser considerada uma zona insegura. O que predomina é a pequena criminalidade, a maioria das vezes não participada. Mais 

Roubo de Cobre em Alvalade. O caso é antigo mas pelo seu impacto ficou na memória de todos os moradores afectados. Durante anos, a ladroagem fez uma verdadeira razia no bairro de Alvalade roubando tudo o que era cobre ou bronze: puxadores de portas, corrimões das escadas, fios eléctricos, etc. Os sucateiros, em Portugal e Espanha, faziam fortunas com a compra deste material roubado. Em Fevereiro de 2013, uma parte do bairro de Alvalade ficou às escuras devido ao roubo de cabos de cobre da Portugal Telecom. Em Agosto foi a vez de desaparecer a placa de homenagem ao compositor Frederico de Freitas na Avenida dos EUA. Mais

Informe-se. Participe

Sismos

O que está a ser feito? Alvalade no caso de ocorrer um sismo é uma das zonas mais vulneráveis na cidade, segundo o Serviço Municipal da Protecção Civil de Lisboa. Mais

Inundações

Reza a história e as estatísticas confirmam que o mês de Novembro é quando ocorrem maior número de inundações em Lisboa. O Campo Grande virava antigamente num enorme lago e lamaçal, transformando numa triste figura as senhoras que aqui se aventuravam a passear. Os sistemas de drenagem criados depois da inundações de novembro de 1967 em que morrem mais de 500 pessoas na região de Lisboa, dominuiram a ocorrência destes fenómenos. No entanto, o eixo Campo Grande - Lumiar, situado num planalto, depois da frente ribeirinha continua a ser dos mais fustigado na cidade. Um dos motivos para as actuais inundações - muito rápidas na velocidade e propagação - é a crescente impermeabilização dos solos, edificado mal planeado, entupimentos, deficiente cálculo na vazão dos caudais e a construção de túneis (Entrecampos -1973, Av. República -1992 e Campo Grande -1993), um sumatório destas e outras coisas que provocam cheias pontuais, sobretudo no Campo Grande e no cruzamento da Av. Gago Coutinho com a Av. dos EUA. Não raro o túneis tem que ser encerrados. Para além das necessárias obras de fundo, como a substituição ou manutenção da rede de colectores, há uma ação preventiva sempre indispensável: a limpeza das sarjetas de modo a impedir o seu entupimento

A foto documenta as primeiras chuvas que cairam em 2017 (28/08/2017). A pós um longo período de seca, provocaram pequenas inundações por toda a freguesia.

Aeroporto Internacional de Lisboa

Ninguém dúvida que um aeroporto internacional dentro da cidade de Lisboa é um perigo permanente para todos os seus habitantes. Ao perigo junta-se uma enorme poluição sonora e atmosférica provocada pelo tráfego aéreo, que atinge particularmente as populações que residem nas rotas do aviões. A poluição nas zonas das antigas freguesias de S.João de Brito e do Campo Grande, representa actualmente uma morte lenta para os seus habitantes, dado ter-se ultrapassado todos os os níveis de poluição permitidos na legislação nacional e comunitária. Após mais de quarenta anos de estudos houve um governo tornou uma decisão de mudar o Aeroporto de Lisboa para Alcochete, mas a "Crise" levou a que tudo ficasse na mesma. Mais