Jornal da Praceta


Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito )

Universidade de Lisboa - UL

     Anterior

UL: Fusão com a UTL

No ano 2013 deu-se um dos acontecimentos mais relevantes da ensino superior em Lisboa: a criação da ULisboa, através da fusão de duas universidades públicas: a Universidade de Lisboa (fundada em 1911) e a Universidade Técnica de Lisboa (fundada em 1930).

A dimensão da nova universidade, aliada ao prestígio internacional de muitas das suas valências, perspectivam um futuro de sucesso.

No ano lectivo de 2013/2014 a ULisboa  contava com 48.147 alunos, distribuídos por 18 escolas (faculdades e institutos). 35.606 frequentavam licenciaturas, 8.114 mestrados, 4.040 doutoramentos, 391 outros cursos. No ano de 2013 o total de diplomados foi de 11.142. O corpo docente de elevado nível era constituído por mais de 3.400 professores.

A primeira universidade de Portugal surgiu em Lisboa, no ano de 1288. Foi transferida para Coimbra definitivamente em 1537.

Após a implantação da 1ª. República em Portugal foi fundada a Universidade de Lisboa (1911), e em 1939 a Universidade Técnica de Lisboa, as quais se fundiram em 2013 na ULisboa.

Reitoria da Universidade de Lisboa

UL: " A Universidade " !

Faculdade de Ciências. Secretaria, bar e outros serviços.

 

A UL não é apenas a maior universidade de Portugal, mas também aquela que nos últimos anos tem revelado um enorme dinamismo e projecção internacional. Conta atualmente com mais de 50 mil alunos, cerca de 10% dos quais são estrangeiros provenientes de mais de 100 países.

 

Fomos assistir à abertura no ano Académico na Aula Magna (15/10/2015), na qual o arquitecto Nuno Teotónio Pereira, um dos que melhor compreendeu e explicou o Bairro de Alvalade, recebeu o prémio da Universidade. Na intervenção do reitor - António Manuel da Cruz Serra -ficamos a saber que o centro académico (no antigo Caleidoscópio) funcionará durante 24 horas e abrirá no principio de 2016. A UL no próximo ano integrará o Instituto de Investigação Cientifica e Tropical. O Pavilhão de Portugal, confiado à UL a 1/8/2015, será revitalizado e tornar-se-á um espaço permanente de cultura e de promoção da ciência no país. Mais

 

Uma numerosa assistência rendeu-se à lindíssima atuação do Coro Infantil da Universidade de Lisboa na abertura do Ano Académico de 2015 (15/10/2015)

UL: Reconhecimento Internacional

A Universidade de Lisboa (ULisboa) está, segundo o ranking SIR 2015 (SCImago Institutions Rankings), no lugar 122 a nível mundial de entre as 4.844 instituições de ensino superior e organismos de investigação considerados. No entanto, a ULisboa sobe a sua classificação para o lugar 99 no universo restrito das universidades. A nível europeu a ULisboa aparece no 22º lugar!

No âmbito do SIR IBER 2015 (The Ibero-American SIR of Higher Education), que mede a produção científica das instituições de ensino superior ibero-americanas, a ULisboa aparece no 2º lugar ficando à frente de todas as suas congéneres portuguesas, espanholas, e da América Latina, sendo apenas ultrapassada pela Universidade de São Paulo (Brasil).

Este Ranking baseia-se em indicadores bibliométricos que refletem a produção científica no período 2009-2013: o nº de publicações; o nº de publicações em colaboração com instituições estrangeiras; o fator de impacto (normalizado); o fator de qualidade; o rácio de excelência; o índice de especialização; a liderança científica e a excelência das publicações

Na lista da SCImago e ao nível Ibero-americano, há seis instituições nacionais de ensino superior nos primeiros 35 lugares e todas melhoram a sua prestação em relação ao ano anterior, tendo, pelo menos, 8.000 publicações, contabilizadas de acordo com os critérios do ranking. Porém a ULisboa destaca-se de todas elas, com 23.487 publicações, o que demonstra o caráter prioritário que a investigação assume na Instituição. Abril de 2015

 

 

UL: Faculdade de Medicina Dentária

"A Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa, criada por Decreto-Lei em 6 de junho de 1975, veio colmatar a carência muito sentida em Portugal de profissionais na área da saúde oral. O arranque do ensino da medicina dentária contou então com uma colaboração muito importante da Escola de Bergen, a nível científico e pedagógico, e com o financiamento do governo Norueguês através da sua agência NORAD.

Em 1992 integra a Universidade de Lisboa como Faculdade de Medicina Dentária, sendo atualmente uma das suas 18 unidades orgânicas (2015). Até essa data os estudantes ingressavam com o 3º ano do curso de medicina, realizando na Escola Superior de Medicina Dentária os restantes 3 anos profissionalizantes do curso. Com a integração na Universidade de Lisboa os estudantes que ingressavam na nossa Faculdade passaram a frequentar os 3 primeiros anos na Faculdade de Medicina de Lisboa. Este modelo de ensino funcionou muito bem, tendo sempre havido uma perfeita harmonia entre estas duas instituições de ensino superior. No entanto, em resultado da forte pressão para aumentar o numerus clausus dos cursos de medicina, a partir de 2002 a Faculdade de Medicina de Lisboa deixou de poder ministrar o ensino dos 3 primeiros anos aos nossos alunos. Felizmente que esse facto coincidiu com a conclusão da 3ª fase de expansão da nossa Faculdade, tendo-se criado os laboratórios, as salas de aulas e o grande auditório que permitiram acomodar os nossos estudantes logo a partir do 1º ano.  

Estamos a falar de uma instituição colocada nos primeiros 300 lugares do Ranking de Shanghai com aproximadamente 50.000 estudantes, cerca de 3500 docentes, com 18 faculdades e institutos, 81 unidades de investigação acreditadas pela FCT e um orçamento que atingirá os 360 milhões de euros este ano. O facto de a Faculdade integrar a área da saúde juntamente com as Faculdades de Medicina,  de Medicina Veterinária e de Farmácia permite também desenvolver novas competências e cursos como é o caso da Licenciatura em Ciências da Saúde, organizado em conjunto por várias escolas da Universidade de Lisboa

Em 2015 a Faculdade de Medicina Dentária da Univ. de Lisboa é muito diferente da então designada Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa. Nos primeiros anos tínhamos cerca de 48 estudantes a frequentar a instituição, hoje temos mais de 700. Aquando da sua criação tínhamos 13 professores fundadores, hoje temos cerca de 120 docentes, entre professores e assistentes a tempo parcial. O número de equipes dentárias passou de 32 para 114.

Nos últimos 40 anos a medicina dentária portuguesa sofreu uma evolução muito grande ao nível dos cuidados de saúde prestados. Quer sob o ponto de vista da sua qualidade, a qual está ao nível dos países mais desenvolvidos do mundo, quer sob o ponto de vista do número de profissionais. Infelizmente estes não têm sido totalmente aproveitados, resultado da não integração dos médicos dentistas no sistema nacional de saúde."

Arquivo:

UL: Caos na Cidade Universitária

Milhares de automóveis invadem e destroem tudo o que encontram pela frente (Memórias de um combate que ainda não terminou). Mais

UL: Junta de Freguesia-Universidade de Lisboa

UL: O Caso da Gasolineira no campus: um combate perdido? (2001/2)

   
 
 

Entrada