Câmara Municipal de Lisboa

Pela primeira vez na Internet um espaço exclusivamente dedicado à informação e análise crítica da gestão camarária 

 

.

Reino do Automóvel 

 

 

 

Sinais de Transito em Lisboa

Descubra as Alterações ao Código!

Avenida do Brasil

(Av. do Brasil, junto ao Jardim do Campo Grande)

Em qualquer parte do mundo este sinal significa proibição de estacionamento, menos em Lisboa onde tem um sentido inverso. Um outro pormenor: os passeios também não são para os "peões", mas para os automóveis.

 
 

Jardim do Campo Grande

Era para ser ponto de estacionamento de bicicletas., mas o que encontramos são automóveis

 
 

 

Enclausurados

Dia 21 de Agosto, 2005.19h30.Rua José Lins do Rego

Qual a razão porque a polícia está a multar a automobilista? Hipóteses: 1.  Por bloquear a entrada do prédio, impedindo os moradores acederem às suas casas; 2. Bloquear o acesso dos bombeiros ao edifício em caso de urgência; 3. Impedir a circulação das pessoas nos passeios, obrigando-as a andarem nas ruas; 4. Dificultar a passagem do camião do lixo à 1 da manhã.  5. Outra razão.  Descubra o motivo e ganhe um prémio!

Passeios Viram  Stands de Automóveis

Em Lisboa os passeios tornaram-se há muito parques de estacionamento. Mesmo havendo um parque de estacionamento no local, muitos poucos são os que o pensa usá-lo tendo à mão um passeio. Os camiões passaram também a estacionar nos passeios para efectuarem cargas e descargas. Os próprios stands de automóveis usam-nos para  ampliarem as suas áreas expositivas. O civismo desapareceu. Alheamento da Polícia e da CML é total.

Fotografia registada no dia 20 de Junho de 2002, às 13H30, onde se pode verificar o total desrespeito pelo Código da Estrada (alínea g) do artº 49) e pela  segurança dos peões. Local ?  Cruzamento da Av. Rio de Janeiro com a Rua Ricardo Jorge. No passeio vêm-se para além do  camião de uma empresas de transportes (DNL), os automóveis para venda do stand Auto Rio Alvalade.

Um leitor preocupado com as pessoas, sugere que a Câmara Municipal de Lisboa, cerque o local com os conhecidos “paliteiros” metálicos ou “agentes fixos da autoridade “ como são chamados, com muita propriedade nalguns países africanos.  G.B.

Nota: Em Agosto de 2007 a situação mantinha-se na mesma, o que revela a completa incapacidade dos serviços municipais em cumprirem as suas funções mais elementares, a de velaram pelos espaços públicos. A situação só se alterou alguns anos depois quando surgiu no local um estabelecimento comercial que se manifestou lesado.

 
 
 

Entrada

 
 
 
 
 

 

 

jornalpraceta@sapo.pt