Jornal da Praceta


Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito )

   Anterior

 

As Lixeiras das Murtas

 

Toda a zona da Rua das Murtas, traseiras da Universidade Lusófona e do Colégio de S. Vicente de Paulo continua transformada numa imensa lixeira.

Em Julho de 2018 com pompa a circunstância a CML apresentou um novo projecto para a ligação entre o Campo Grande-Calvanas e a Alta de Lisboa, para logo de seguida ser votado ao esquecimento. Temos assistido a limpezas pontuais, á criação do parque de estacionamento nas Confeiteiras e de um outro frustado junto ao Colégio, mas quanto à restante área tudo ficou na mesma ou pior.

Na Rua das Murtas não faltam enormes lixeiras absolutamente inconcebíveis numa cidade que ostenta o título de Capital Verde Europeia. Foto: 7/02/2019

Mesmo ao lado do parque de viaturas de higiene urbana da Junta de Freguesia de Alvalade foi criado um enorme parque de materiais e equipamentos de construção. (21/11/2019)

A sul da Universidade Lusófona, junto a uma antiga guarita, a lixeira assume uma dimensão dantesca, onde se podem achar inclusive contentores abandonados. Foto: 25/11/2019

A norte do Bairro Social das Murtas entramos numa zona de destroços: armazéns e casas em ruina, e sobretudo muito lixo. A Junta de Freguesia de Alvalade mostrou-se incapaz de limpar a zona, apesar de ter competências para o fazer. Foto: 25/11/2019

" Traseiras do Colégio de S. Vicente de Paulo Rodeadas de Lixo" (2017)

"A tradição da antiga freguesia do Campo Grande continua a manter-se na nova Freguesia de Alvalade: escolas rodeadas de lixeiras !

Não é apenas a Escola Básica de Santo António, cujas crianças estão cercadas por porcaria, mas também as que frequentam o Colégio de S. Vicente de Paulo que se encontra rodeado de abundantes lixeiras, sem que nada seja feito para lhes pôr termo.

Por incrivel que possa parecer, próximo do local existe um depósito de equipamentos de limpeza da Junta de Freguesia de Alvalade. Máquinas não falta, o que não existe é a vontade de limpar a zona.

Também aqui as crianças quando vão para as aulas, a Junta de Freguesia de Alvalade dá-lhes a primeira lição: o lixo é para manter, não para limpar! "

Em 2017 esta era a situação denunciada pelo Jornal da Praceta. Meses depois, a Junta de Freguesia de Alvalade resolveu limpar superficialmente o terreno, fazendo algumas melhorias pontuais.

 

A entrada sul do Colégio de S. Vicente de paulo faz-se por um amontoada de automóveis e todo o tipo de lixo. (2017)

Rua das Murtas

Paragem de autocarro (2017)

Rua das Murtas

Ruinas do antigo bairro de barracas da Rua das Murtas. (2017)

Rua das Murtas

Ruinas do antigo bairro de barracas da Rua das Murtas. Ao fundo pode ver-se o Colégio de S. Vicente de Paulo. (2017)

 
 

 

Colegio S. Vicente de Paulo

Ruinas de muros, tapumes, barracas é aquilo que não falta à volta do Colégio S. Vicente de Paulo (2017)

rua das murtas

Entrada sul do Colégio de S. Vicente de Paulo (2017)

 
 

Rua das Murtas

No local existe um enorme parque de estacionamento, mas os autobilistas preferem estacionarem as suas viaturas no meio de lixeiras. (2017)

 
   
 
 

Entrada